WFE #2 | MMA tem mais uma noite de glória em Salvador


A Mistura de Artes Marciais ou Vale Tudo, como é mais popular a modalidade teve mais uma noite de gloria com a realização do Win Fight & Entertainment 2 (WFE2) ontem (7), no Wetn Wild, em Salvador. Na presença de um bom público, que confirmou o gosto do baiano pela modalidade, a nova geração de ídolos do MMA baiano mostrou que está preparada para encarar os desafios.
 
Depois da abertura da banda The Cents, que deu um clima de megaevento ao WFE2, a noitada começou com a GP para lutadores até 93 quilos, com a luta entre os baianos Cleber Muriçoca e Kleber Orgulho. Depois de um combate bastante equilibrado, Muriçoca venceu por decisão dos juízes, mas a vitória não foi fácil já que ele sofreu para segurar o resultado.
 
No último round, Orgulho tentou reagir, mas acabou perdendo na decisão dos juízes por um ponto, após ter sido penalizado por uma joelhada no rosto, com adversário no chão. Apesar da vitória, Muriçoca não foi liberado pelo médico do evento para lutar a final do GP e foi substituído por Orgulho que perdeu, mas foi para a decisão.
 
No segundo confronto da noite, o sergipano Yuri Andrei mostrou coragem ao aceitar substituir a Rugal Carvalho que se machucou na semana do evento, na luta contra o carioca radicado na Bahia, Paulo Kimbo, apontado como um dos favoritos do GP. Ao final, Kimbo venceu a Yuri por finalização, depois de uma luta bastante movimentada e bastante desgastante.
 
Depois das semifinais do GP, foi a vez das lutas preliminares envolvendo atletas da Bahia. Na primeira, Arivaldo Carniça venceu a Marcio Velaminho por decisão dos juízes. “Ele foi um adversário muito forte, deu muito trabalho, mas treinei muito para este dia. Ralei muito para chegar aqui. Gostaria de agradecer ao sensei Márcio Bitencourt e ao Márcio Ninja, responsáveis pelo meu treinamento”, comentou Carniça após a vitória.
 
Na segunda preliminar, Rodrigo Taigra venceu a Adriano Macaco com um pontapé que levantou o público e deixou seu oponente no chão, sem sentidos, conseguindo o único Nocaute Técnico da noite. “Mostrei que a minha defesa de queda está em dia, sabia que ele queria levar a luta para o chão que é o seu forte, mas não permiti. Na hora que acertei o chute, percebi que a luta era minha, pois ele caiu desacordado. O evento foi maravilhoso, a organização está de parabéns”, comentou o “Homem-Tigre”.
 
Na primeira luta do confronto Bahia contra o Paraná, o baiano Renato Velame venceu a Jetron Amaral por finalização, confirmando a boa fase de vitórias, colocando o seu nome entre os principais lutadores do peso na Bahia. “Graças a Deus consegui a vitória que não foi só minha, mas foi da Bahia em um evento que foi perfeito. Botei para baixo, montei e consegui o Arm Look”, comentou Velame.
 
Na segunda luta do confronto, mais uma vitória para a Bahia com Edilberto Crocotá que venceu a Marcos Antonio por finalização, conseguindo a reabilitação, depois de derrotas seguidas. “Consegui este resultado porque segui o conselho de muitos amigos para não brincar mais no ringue. Estou de volta e fiz o que o professor Dórea mandou. No início troquei uns jabs, para estudar o adversário, sabia que tinha que evitar os chutes e quando ele veio para cima, botei para babar”, comentou o irreverente Crocotá.
 
No terceiro confronto, o paranaense Daniel Acácio venceu ao baiano Eder Jones por Nocaute Técnico na principal luta da noitada. “Foi uma luta dura, em que a experiência não teve muita vantagem em relação à juventude. Tem que ter humildade para botar a cara lá em cima e só tenho a agradecer ao meu adversário, Eder Jones. Foi muito bom participar do WFE, que tem o maior ringue que já lutei no Brasil”, comentou o vencedor.
 
Na final do GP, mais uma vitória para Bahia com Kleber Orgulho que substituiu a Muriçoca e venceu a Paulo Kimbo, que vinha sendo apontado como grande favorito, por interrupção médica. “Foi uma luta extremamente dura, como todo combate contra atletas do Ze Mario Team, que tentam de tudo para levar a luta para o chão. Sabia que tinha que evitar isso, parti para a trocação e consegui do início ao fim, evitando a luta de chão, que era a maior objetivo dele”, comentou o vencedor.
 
O próximo desafio do WFE será um evento de qualificação, que deve ser realizado em dezembro, envolvendo atletas estreantes.
 
Resultados:
Cleber Muriçoca (BA) venceu a Kleber Orgulho (BA) por decisão dos juízes
Paulo Kimbo (RJ) venceu a Yuri Andrei (SE) por finalização 2R
Arivaldo Carniça (BA) venceu a Marcio Velaminho (BA) por decisão dos juízes
Rodrigo Taigra (BA) venceu a Adriano Macaco (BA) por Nocaute Técnico 3R
Renato Velame (BA) venceu a Jetron Amaral (PR) por finalização 2R
Edilberto Crocotá (BA) venceu a Marcos Antonio (PR) por finalização 2R
Daniel Acácio (PR) venceu a Eder Jones (BA) por Nocaute Técnico 3R
Kleber Orgulho (BA) venceu a Paulo Kimbo (RJ) por interrupção médica 3R

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em WFE #02

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s